21/09/2021

Esclarecimentos sobre os atendimentos do feriado

Espera por atendimento motivou manifestações em redes sociais.


Fonte: Renata H. Ghiggi/Relações Públicas
COMPARTILHAR:

O HSFA vem a público fazer esclarecimentos acerca do tempo para atendimentos em nosso Pronto Atendimento nos últimos dias, especialmente no feriado, o que gerou manifestações em redes sociais.

- Tivemos um feriado logo após o final de semana. Todas as Unidades Básicas de Saúde fecham, logo, os atendimentos são todos direcionados ao hospital, gerando uma grande demanda. Estivemos com escala clínica completa e atendendo normalmente: um clínico geral 24h e outro das 10h as 22h, além de um profissional para atender as crianças das 8h as 23h (conforme contratado da prefeitura). Nos finais de semana o horário de atendimento do profissional contratado para atender as crianças pela prefeitura é das 13h as 21h.

- Atendimentos realizados no Pronto Atendimento na segunda-feira 20/09:
Clinico: 171 pacientes
Pediatra: 54 crianças 
Obstetra: 12 gestantes

- A maioria dos pacientes passa novamente pelo médico para avalição de exames.

- A média de tempo de espera por atendimento foi de 3h para casos não urgentes, o que foi informado aos pacientes.

- Lembramos que somos referência em obstétrica para toda a região e que o pediatra de plantão 24h faz atendimento de emergência pediátrica também permanece em sala de parto. 

- Marcação de consulta e exame cardiológicos, assim como de outras especialidades para as quais somos referência, é feita na Secretaria de Saúde do município.

- O Pronto Atendimento atua por Classificação de Risco, um processo que avalia cada paciente e define o grau de prioridade para o atendimento médico conforme a GRAVIDADE. A identificação das prioridades no HSFA é feita através do sistema, que atribui a cor ao paciente diante das informações inseridas pela enfermagem e já ordena os pacientes automaticamente. Portanto, se um paciente estiver aguardando o atendimento médico e outro, que chegou depois, for atendido na sua frente, é porque corria um risco maior. Isso independe de idade ou de outros critérios, considerando os sinais vitais e os sintomas apresentados pelo paciente. 

Lembramos ainda que nossa ouvidoria está à disposição para qualquer manifestação referente a atendimentos nesta instituição hospitalar.